Serviços Clínicos

Escolha na lista lateral a especialidade sobre a qual pretende obter mais informação em cada uma das unidades de saúde que integra o Centro Hospitalar de Setúbal.

Diretor de Departamento: Dr. Luis Cortez

 


Diretor de Serviço: Dr. Luís Cortez

Enfermeira Responsável: Enfª. Helena Matos

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. António Amaral Canelas

Enfermeira Responsável: Enfª. Ana Paula Martinez

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: 

Enfermeira Responsável: Enfª. Ana Paula Martinez

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. João Roque

Enfermeira Responsável: Enfª. Ana Paula Martinez

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Enfermeira Responsável: Enfª. Ana Paula Martinez

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. Carlos Matos

Enfermeira Responsável: Enfª. Ana Paula Martinez

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª. Rosário Eusébio

Enfermeiro Responsável: Enf. Coordenador Luís Fortuna

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: sec.bloco.hsb@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Coordenador de Serviço: Dr. Luis Branco

Enfermeiro Responsável: Enf. Coordenador Luís Fortuna

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Departamento: Dr. José Vinhas


Identificação

Serviço: Medicina Interna

Unidade: Internamento, Unidades de Cuidados Intermédios, Hospital de Dia, Hospitalização Domiciliária

Diretor(a) de Serviço: Dra. Ermelinda Pedroso

Enfermeira Responsável: Enfª Chefe Violante Nunes

 

História do Serviço / Unidade

O Serviço de Medicina Interna do CHS, EPE foi inaugurado em 1959 e, desde então, tem sido alvo de inúmeras restruturações. Inicialmente existindo sob a forma de 2 Serviços distintos, Medicina 1 e Medicina 2, sob a direção do Prof. Dr. Fonseca Ferreira e Dr. João Silva Duarte respetivamente, foi reunificado em 2008 sob direção do Dr. Amaro Lourenço. Em 2014 sucedeu na direção o Dr. Amadeu Prado Lacerda, que se aposentou em agosto de 2018. Após essa data, a direção do Serviço foi assumida pela Dr.ª Ermelinda Pedroso, Assistente Graduada Sénior de Medicina Interna.

O Serviço desenvolve a sua atividade nos dois Hospitais do Centro Hospitalar de Setúbal.

 Missão do Serviço

Promoção da saúde na comunidade onde está inserido, prestando cuidados de saúde diferenciados com respeito pela dignidade dos doentes e estimulando o desenvolvimento profissional dos seus colaboradores num quadro de qualidade, eficiência e eficácia organizativa

Recursos Humanos

A constituição do corpo clínico do Serviço de Medicina Interna foi-se alterando ao longo dos anos. Atualmente integram o corpo clínico do Serviço de Medicina Interna 2 Assistentes Graduados Seniores, 12 Assistentes Hospitalares Graduados, 8 Assistentes Hospitalares e 14 Internos de Formação Específica.

A atividade assistencial do Serviço encontra-se distribuída por seis equipas médicas, integrando também Internos do Internato de Formação Geral e alunos do Mestrado Integrado em Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL).

Para além do corpo clínico, os recursos humanos do Serviço de Medicina Interna englobam a equipa de Enfermagem, chefiada pela Enfermeira Violante Nunes, os Assistentes Operacionais e os Assistentes Técnicos.

 

Descrição dos Serviços Prestados/ Produção / Áreas de diferenciação

Ambulatório

  • Consulta Externa– o Serviço de Medicina Interna tem a seu cargo além da consulta de Medicina Interna, consultas diferenciadas, nomeadamente Hematologia, Hipertensão Arterial e Risco Vascular, Hemostase e Trombose, Doenças Autoimunes, Diabetes e Doenças e Osteometabólicas.

Recentemente foi criada a Unidade Integrada de Insuficiência Cardíaca (UNIICA), em estreita articulação com o Serviço de Cardiologia e que envolve uma parceria com o Agrupamento de Centros de Saúde Arrábida, que tem como objetivo otimizar os cuidados prestados a estes doentes e diminuir o número de agudizações e consequentemente o número de recorrências ao SUG e internamentos.

 

  • Hospital de Dia de Medicina Interna (HDMI)

O HDMI tem sido uma valência fundamental na prática clínica do Serviço de Medicina e encontra-se em funcionamento desde 2003. Desde as obras de restruturação que o Serviço sofreu em 2009, o HDMI funciona numa área adjacente ao internamento de Medicina Interna.

Funciona todos os dias úteis entre as 09h e as 16h, contando com uma equipa de enfermagem fixa composta por 2 enfermeiras. Não existe uma equipa médica estritamente alocada ao HDMI, uma vez que todos os médicos do serviço observam os doentes que agendam para consulta.

O HDMI dispõe de uma sala de atendimento com 8 cadeirões, dois gabinetes de consulta, uma sala para realização de técnicas invasivas, um secretariado administrativo e uma sala de espera para doentes e acompanhantes.

A atividade clínica realizada em HDMI, inclui as Sessões de Hospital de Dia e Consulta de Medicina Interna do Dia. As primeiras são realizadas preferencialmente pela equipa de enfermagem, destacando-se neste âmbito o ensino e gestão de patologias cronicas agudizadas, realização de técnicas e a administração de terapêutica parentérica.

Nas Consultas de Medicina do Dia, agendadas e realizadas pelo médico, são encaminhados doentes em várias circunstâncias como sejam a reavaliação precoce de doentes após alta da enfermaria e do serviço de urgência.

Internamento

  • Unidades de Internamento – O Serviço apresenta atualmente uma capacidade total de 66 camas que se distribuem entre o HSB (55 camas) e o HOSO (11 camas). Este número pode ser dinâmico e influenciado pela necessidade de drenagem de doentes do SUG, sendo nos períodos críticos atribuídas camas extra à responsabilidade do Serviço de Medicina Interna noutros serviços do HSB. Todas as salas possuem rampas de oxigénio, ar comprimido e vácuo, equipamento de monitorização de parâmetros vitais, ar condicionado e as camas com articulação elétrica. Encontram-se também disponíveis 4 salas individuais que permitem o internamento de doentes sob isolamento físico.

 

  • Unidades de Cuidados Intermédios (UCM I e II) – situadas, respetivamente, no HSB e no HOSO.

UCM I -Desde cedo o Serviço de Medicina Interna se apercebeu da importância da criação de uma unidade deste tipo, tendo como principal objetivo otimizar os cuidados prestados a doentes do foro médico em situação de instabilidade clinica. Neste sentido em 2001 foi criada a Unidade de Cuidados Intermédios de Medicina Interna no HSB. Ao longo dos anos esta unidade foi sofrendo diversas remodelações encontrando-se presentemente localizada no 4º piso do HSB, em contiguidade com o Serviço.

É uma unidade de nível II, estando vocacionada para a prestação de cuidados diferenciados a doentes com patologia aguda ou crónica agudizada, que não se encontram suficientemente estáveis para admissão na enfermaria, mas que, no entanto, também não reúnem critérios para internamento numa UCI.

Possui 7 camas dotadas de monitorização multimodal com sistema de telemetria. Uma das camas localiza-se numa unidade física que permite o isolamento do doente, estando as restantes 6 dispostas segundo o conceito de open space.

No que diz respeito aos recursos humanos, a unidade conta com uma equipa medica própria. Conta também com uma equipa de enfermagem própria que garante o acompanhamento permanente dos doentes com um rácio enfermeiro/ doente de 1:3.

 

UCM II – A Unidade de Intermédios do HOSO, também com 6 camas, dá apoio à Enfermaria e pós-operatório do Serviço de Ortopedia e à Enfermaria de MI situada naquele hospital. Recebe predominantemente doentes com maior instabilidade clínica após intervenções cirúrgicas e doentes com descompensação grave das suas doenças crónicas durante o período de convalescença após cirurgias ortopédicas.

O Grupo de Apoio de Medicina Interna no HOSO (GAMI) assegura a prestação de cuidados médicos aos doentes internados no HOSO, tanto na Unidade como na enfermaria de Ortopedia.

 

Consultoria a outros Serviços: Uma das atividades inerentes a uma especialidade hospitalar é o apoio a outros serviços. É uma oportunidade única para lidar com patologias mais diversas e de colaborar na gestão integrada do doente internado noutras especialidades.

 

Urgência

  • Urgência Externa: Para além do trabalho efetuado nas unidades funcionais descritas, o Serviço de Medicina Interna desenvolve também a sua atividade assistencial no Serviço de Urgência Geral, com escalas de presença regular de todos os médicos de 12 a 24h/semanais.
  • Urgência Interna: O Serviço assegura a escala regular ininterrupta de médico de Urgência Interna do HSB e do HOSO.

Técnicas

A realização de procedimentos técnicos é algo importante na Medicina Interna. São diversas as técnicas realizados pelas equipas médica e de enfermagem no decorrer do internamento, hospital de dia e consulta, assumindo um papel diagnóstico e/ou terapêutico.

 

  • Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD)

A criação duma Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) prevista para o 2º semestre de 2019, perspetiva uma Medicina Hospitalar de Ambulatório, centrada nas necessidades do doente agudo, mas simultaneamente mais humanizada, respeitando a individualidade de cada doente e devidamente integrada com os outros níveis de cuidados.

Esta unidade pretende apresentar uma alternativa ao modelo de internamento convencional, que proporciona assistência médica e de enfermagem aos utentes que, apesar de necessitarem cuidados hospitalares, reúnem um conjunto de critérios clínicos, sociais/familiares e geográficos que permitem que sejam hospitalizados no domicílio, sob vigilância de uma equipa multidisciplinar, após o devido consentimento informado do doente e da sua família.

Contactos do Serviço:

Secretariado: Tel 26554900 ext. 3657

 

Estudos e Projetos de Investigação e Desenvolvimento

O Serviço fomenta e desenvolve a realização de estudos com carácter prospetivo e de investigação clínica, sendo esta uma iniciativa dos Assistentes Hospitalares e Enfermeiros Especialistas com o envolvimento de todos os profissionais. Estes projetos permitem um melhor conhecimento do perfil de doentes/patologias dos doentes internados e consequentemente a melhoria na prestação de cuidados no futuro; com o objetivo de publicação em revistas científicas.

Fomenta a participação em ensaios clínicos e estudos multicêntricos, a participação em programas de mestrado e doutoramento e a elaboração de Normas de Orientação Clinica institucionais.

No que respeita à formação pré-graduada, o Serviço é responsável pela formação de alunos do 3º e 6º ano do Mestrado Integrado em Medicina da FMUL, de alunos a frequentar curtos estágios de Medicina em férias (CEMEFs) ou alunos provenientes de Universidades de outros países ao abrigo do programa ERASMUS.

No âmbito da formação pós-graduada, o Serviço tem idoneidade formativa para Internos do Internato de Formação Geral e para Internos de Formação Específica de outras especialidades aquando da realização de estágios de Medicina Interna.

O Serviço de Medicina Interna participa, ainda, na formação de alunos de Enfermagem e Fisioterapia e na pós-graduação de Enfermeiros durante a realização de Mestrados e Especialidades.

Diretora de Serviço: Drª Isabel Gonçalves

Enfermeira Responsável: Enfª Chefe Duarte Costa

Horário: Das 08h00 – 20h00 de 2ª a 6ª feira.

Este Serviço existe desde de 1991, inicialmente como unidade de Oncologia Médica e atualmente como Serviço de Oncologia.

O Serviço de Oncologia Médica tem como Missão a promoção de saúde a todos os cidadãos no âmbito das suas responsabilidades e capacidades, prestando cuidados especializados e multidisciplinares ao doente oncológico, numa perspetiva holística. É ainda sua missão desenvolver ações de ensino – aprendizagem no âmbito da prevenção da doença oncológica.

Médicos:

Oncologistas – 5             Hematologistas – 3

Pneumologistas – 1        Urologistas  – 3

Psiquiatria – 1                 Dermatologista – 1

Cuidados Paliativos –  4

Destes médicos 9 encontram-se a tempo completo no Serviço de Oncologia.

Enfermeiros:

Oncologia – 9

Cuidados Paliativos – 2

Psicóloga – 1

Nutricionista – 1

Assistentes Técnicas – 5

Assistente Operacionais – 4

Consulta Externa de: Oncologia Médica; Hematologia Oncológica; Pneumologia Oncológica;Urologia Oncológica; Dermatoses em Oncologia; Follow-up de melanoma; Psiquiatria; Psicologia; Nutrição; Cuidados Paliativos; Consultas de Enfermagem.

A consulta Externa do Serviço de Oncologia recebe doentes encaminhados dos Cuidados de Saúde Primários, outras Instituições Hospitalares e por referenciação interna.

Hospital de Dia

Tem 11 Unidades de tratamento para administração de Quimioterapia / Imunoterapia, 4 Unidades para administração de terapêutica de suporte e paliativa, 2 camas e uma sala de triagem, tratamentos e exames complementares de diagnostico.

Internamento

O Serviço de Oncologia tem 7 camas no piso 3 – Especialidades Medicas.

O Serviço de Oncologia tem uma consulta não programada para os utentes que estão em tratamento de Quimioterapia, Imunoterapia e Radioterapia, com o objetivo de acompanhar/monitorizar os sintomas induzidos pelos tratamentos oncológicos.

Tem ainda uma consulta não programada para os utentes seguidos em Cuidados Paliativos.

Estudos e Projetos de Investigação e Desenvolvimento

Contactar Gabinete de Investigação e Desenvolvimento

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 058
Telefone: 265 549 532
Email: seconcologia@chs.min-saude.pt

Diretora de Serviço: Drª. Ana Paula Oliveira

Enfermeira Responsável: Enfª Coordenadora Isabel Martins

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 055
Email: gastro@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. Rui Caria

Enfermeira Responsável: Enfª. Coordenadora Cláudia Estevão

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000

Email: geral@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. Rui Matos

Enfermeira Responsável:

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª. Paula Silva Duarte

Enfermeiro Responsável: Enf. Chefe João Carlos Valentim

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 085
Email: secpneumologia@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. José Poças

Enfermeiro Responsável: Enf. Chefe João Carlos Valentim

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 558
Email: sec.infecciologia@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. José Vinhas

Enfermeira Responsável: Enfª Chefe Ana Maria Lourenço Teixeira

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 048
Email: sec.nefrologia@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª Maria Elisa Caneira

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 045
Email: sec.fisioterapia@chs.min-saude.pt

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Professor Doutor Filipe Inácio

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 046
Email: sec.imunoalegro@chs.min-saude.pt

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª Teresa Varela

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 049
Email: geral@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª. Ana Isabel Mendes

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Coordenadora de Serviço: Drª. Margarida Anes

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Departamento: Drª. Maria Jesus Balseiro


Diretor de Serviço: Dr. José Pinto de Almeida

Enfermeiro Responsável: Enfª. Chefe Benvinda Bento

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 000
Email: sec.ginecobste@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor/Diretora de Serviço: Dr. Luís Caturra / Drª. Isabel Raminhos

Enfermeiro Responsável: Enfº. Chefe Francisco Manuel Vaz

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Departamento: Dr. Carlos Ribeiro


Diretor de Serviço: Dr. Carlos Ribeiro

Enfermeira Responsável: Enfª. Coordenadora Maria Rosário Moura

 

CONTACTOS:
Hospital Ortopédico Sant’Iago do Outão
Telefone: 265 543 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Serviço: Dr. Paulo Palma

Medicina Física e Reabilitação II

 

CONTACTOS:
Hospital Ortopédico Sant’Iago do Outão
Telefone: 265 543 000
Email: geral@chs.min-saude.pt

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª. Helena Gião

Enfermeira Responsável: Enfª. Coordenadora Maria Teresa Machado

 

CONTACTOS:
Hospital Ortopédico Sant’Iago do Outão
Telefone: 265 543 000
Email: administrativo.bloco@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Departamento: Dr. António Gamito


Diretor de Serviço: Dr. António Gamito

Enfermeiro Responsável: Enf. Chefe Fernando Trindade

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 2370980

Email: psiquiatria.forense@chs.min-saude.pt

Email: udep@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Coordenadora de Serviço: Drª. Margarida Rolo

Enfermeiro Responsável: Enf. Chefe Fernando Trindade

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretor de Departamento: Dr. João Silva Duarte


Diretor de Serviço: Dr. João Silva Duarte

Enfermeiro Responsável: Enf. Coordenadora Teresa Gonelha

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 043
Email: sec.anestesia@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª. Helena Gião

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

História do Serviço / Unidade

A Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) Polivalente do Hospital de São Bernardo (HSB) foi oficialmente inaugurada em 1985, um ano depois da celebração do 25º aniversário do Hospital de São Bernardo, sob a direção do Dr. Luís A. Sá Pereira, primeiro Diretor do Serviço de Anestesiologia. A sua construção e apetrechamento foram iniciados em 1980 e só foram possíveis com o apoio financeiro de 2 grandes beneméritos – o Dr. Mark Velge, Presidente do Conselho de Administração da SAPEC e a Fundação Calouste Gulbenkian. O início da sua atividade data de 6 de janeiro de 1986, tendo sido uma das primeiras Unidades de Cuidados Intensivos a surgir num Hospital, então classificado como Distrital.

No ano 2011 foi iniciado o funcionamento da Equipa de Emergência Médica Intra-Hospitalar, por iniciativa e sob a coordenação da UCI, para dar resposta ao cuidado urgente de doentes em estado crítico em todo o Hospital. No ano 2016 a Unidade de Cuidados Intensivos passou a Serviço, integrado no Departamento de Anestesiologia.

Missão do Serviço

O Serviço de Medicina Intensiva (SMI) tem como missão prestar cuidados altamente diferenciados aos doentes admitidos ou internados no Centro Hospitalar de Setúbal que apresentam falência de um ou mais órgãos, com risco de vida, necessitando de tratamento urgente e cuidados permanentes médicos e de enfermagem. Na UCI são internados doentes do foro médico ou cirúrgico, provenientes do Serviço de Urgência, dos Blocos Operatórios, das Enfermarias, das Unidades de Técnicas ou de Ambulatório, do Centro Hospitalar de Setúbal ou de outros Hospitais.

O SMI faz parte da rede de referenciação hospitalar de Cuidados Intensivos – Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo – Distrito de Setúbal. Dispõe de equipas especializadas, médica e de enfermagem, em atividade permanente, responsáveis pela gestão do doente crítico no Hospital. A Formação de jovens médicos e enfermeiros é uma das prioridades do serviço, que se assume como local de aprendizagem e treino na vertente de Medicina Intensiva. Está organizado em 3 áreas de atividade: internamento (UCI), emergência médica intra-hospitalar (EEMI) e uma consulta de Medicina Intensiva.

Recursos Humanos

Estrutura Atual do Serviço:

Diretora do Serviço: Dra. Rosa Santos Ribeiro, Especialista em Medicina Intensiva, Assistente Hospitalar Graduada de Anestesiologia

Administradora da Área:

Enfermeira-Coordenadora do Serviço: Enf. Idália Valério

Médicos: Presença contínua e permanente de 2 médicos diferenciados em Medicina Intensiva para a atividade assistencial permanente na UCI e atendimento à emergência médica intra-hospitalar. A relação médico: número de camas de cuidados intensivos respeita as diretrizes nacionais, garantindo os cuidados atempados aos doentes internados na UCI e no Hospital.

Enfermeiros: A equipa de enfermeiros inclui 1 coordenador em cada turno de trabalho, responsável por garantir a qualidade dos cuidados de enfermagem e vários enfermeiros prestadores de cuidados assistenciais numa relação enfermeiro: doente mínima de 1:2. Inclui enfermeiros especialistas em reabilitação que prestam cuidados específicos nesta área. Em cada equipa está disponível, de forma contínua e permanente, 1 enfermeiro que integra a Equipa de Emergência Médica Intra-Hospitalar.

Assistentes Operacionais: Em número suficiente e possuindo a formação e treino necessários para a sua missão assistencial no serviço.

Assistentes Administrativos:  O serviço possui 1 secretariado clínico, dispondo de 1 assistente administrativo em horário de expediente.

Descrição dos Serviços Prestados/ Produção / Áreas de diferenciação

Ambulatório

Os doentes que tiveram alta hospitalar após internamento no Serviço de Medicina Intensiva são observados numa Consulta de Medicina Intensiva para avaliação de complicações e de fragilidades decorrentes da sua doença. Nesta Consulta são realizados testes de avaliação de Qualidade de Vida, bem como inquéritos ao grau de satisfação da sua experiência de internamento.

Internamento

O Serviço de Medicina Intensiva (SMI) dispõe de uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) localizada no Piso 1 do Hospital de São Bernardo (HSB) com 7 camas de internamento. Trata-se de uma Unidade Polivalente, onde são internados doentes médicos, cirúrgicos, cardíacos, neurocríticos e vítimas de trauma. Tem atribuído o Nível B de idoneidade, pelo colégio da especialidade de Medicina Intensiva da Ordem dos Médicos, tendo-lhe sido reconhecidos os requisitos estruturais e funcionais para formação de médicos do internato das especialidades médicas.

Os doentes são internados na fase crítica da sua doença até estabilização clínica, sendo depois transferidos para outras enfermarias do Hospital onde continuarão o seu tratamento até à alta hospitalar.

Urgência

A Equipa de Emergência Médica Intra-Hospitalar (EEMI) foi criada para alargar a assistência ao doente crítico para lá da área geográfica da UCI. O atendimento urgente que a EEMI presta aos doentes críticos das Vias Verdes Coronária e de AVC é de importância fundamental para garantir o pleno funcionamento destas vias de cuidados emergentes, que são uma mais valia no tratamento da população que o Hospital serve. A EEMI é, também, o garante da atuação do serviço na implementação do Circuito do Doente Crítico.

Possui regulamento próprio e depende hierárquica e funcionalmente do SMI, para dar resposta aos cuidados urgentes e imediatos aos utentes do Hospital em risco.  Funciona, em permanência, 24 horas por dia em todos os dias da semana.

Técnicas

O SMI dispõe das seguintes capacidades técnicas:

  • Reanimação Cardiorrespiratória avançada;
  • Manuseamento das vias aéreas: entubação traqueal, traqueotomia percutânea e traqueotomia cirúrgica (articulando com o Serviço de ORL), ventilação mecânica invasiva e não invasiva nas suas diversas modalidades e articulação com centros de referência para Oxigenação por Membrana Extra-Corporal (ECMO) sempre que necessário;
  • Oxigenoterapia de alto fluxo;
  • Oximetria contínua;
  • Cinesiterapia respiratória e tosse assistida;
  • Monitorização Cardiovascular Contínua: frequência cardíaca, pressões arteriais invasiva e não invasiva, pressão venosa central; débito cardíaco contínuo e monitorização hemodinâmica (por cateteres PiCCO e Swan-Ganz);
  • Cateterização venosa central ecoguiada;
  • Balão de contrapulsação aórtica (articulando com o Serviço de Cardiologia);
  • Ecocardiografia transtorácica, transesofágica e pulmonar;
  • Terapia da dor (analgesia sistémica e analgesia epidural, contínuas ou por PCA);
  • Monitorização do nível de sedação (BIS);
  • Monitorização eletroencefalográfica;
  • Monitorização da pressão intra-abdominal e ecografia abdominal;
  • Broncofibroscopia diagnóstica e terapêutica;
  • Reabilitação motora e fisioterapia;
  • Técnicas endoscópicas digestivas (articulando com o Serviço de Gastrenterologia), urológicas (articulando com o Serviço de Urologia) e ginecológicas (articulando com o Serviço de Ginecologia);
  • Monitorização de gases do sangue e eletrólitos;
  • Técnicas de diálise contínuas e intermitentes e técnicas de depuração renal (plasmaferese);
  • Aparelho portátil para radiografias simples;
  • Equipamento portátil para suporte vital e transporte intra e inter-hospitalar.

 

Outros

Doação de Órgãos e Tecidos para transplantação: A coordenação hospitalar de doação, no Centro Hospitalar de Setúbal, é da responsabilidade de um médico do Serviço de Medicina Intensiva, sendo o processo de cuidados do possível dador de órgãos realizado na UCI com contributo de toda a equipa. A colheita de órgãos é realizada no Bloco Operatório Central do Hospital de São Bernardo.

Nos doentes em estado de morte cerebral é possível, nalgumas situações, proceder a colheita de órgãos que poderão ser doados a doentes que aguardam transplante.

Contactos do Serviço:

Por Telefone:

Hospital de São Bernardo: (+351) 265549000

UCI: (+351) 265549054

Por mail: uci@chs.min-saude.pt

Estudos e Projetos de Investigação e Desenvolvimento

Os trabalhos de investigação clínica são um pilar importante do desenvolvimento e aperfeiçoamento da prática clínica. O SMI participa, regularmente, em projetos de investigação clínica, locais ou de âmbito mais alargado, nacional e internacional, na área da sua atividade.

Outras Informações

Informação ao Visitante:

A UCI do HSB localiza-se no Piso 1 do Hospital, próximo do Laboratório de Patologia Clínica e do Bloco Operatório Central. Dispõe de uma zona de prestação de cuidados com uma sala aberta (5 camas dispostas em semicírculo) e 2 quartos de isolamento geográfico (destinados, prioritariamente, a doentes infetados ou com redução das suas defesas); uma zona de apoio (armazéns, laboratório, copa, sala de “sujos” e vestiários) e uma zona administrativa (gabinetes de trabalho médico, de enfermagem e secretariado).

Na UCI estão internados doentes em estado crítico que exigem cuidados permanentes e, por isso, devem ser respeitadas algumas regras que permitem o bom funcionamento do serviço. O acesso é condicionado, devendo aguardar o atendimento na zona de espera depois de tocar a campainha.

 

Visitas:

Horário: Todos os dias das 15:00 às 16:00 e das 18:00 às 20:00 horas.

Número de Visitantes: Apenas será permitida a entrada de 3 visitantes por dia, entrando um visitante de cada vez na Unidade.

Duração da Visita: 10 a 15 minutos; poderá ter que aguardar o momento oportuno para entrar ou mesmo ter que interromper a sua visita, quando for necessário prestar cuidados urgentes aos doentes internados.

Acompanhamento: uma Assistente Operacional orientará a sua entrada e deverá seguir as orientações dos profissionais da UCI durante a visita. Desta forma, estará a contribuir para a segurança e bem-estar do seu familiar ou amigo.

 

Informações sobre o estado do doente internado na UCI:

Preferencialmente, deverá ser designado um familiar de referência para esclarecer dúvidas e ser portador das decisões da família.

Poderá obter informações dirigindo-se ao enfermeiro que o encaminhará ou dará resposta às suas dúvidas. O médico de serviço dará as informações sobre o estado clínico do doente internado, bem como a evolução esperada. Será privilegiado o atendimento ao familiar de referência, devendo combinar o horário de atendimento com a Assistente Administrativa da UCI.

O enfermeiro responsável pelo seu familiar poderá fornecer informações sumárias por telefone, apenas ao familiar de referência e, se possível, entre as 11:00 e as 12:00 horas. Outros familiares ou amigos deverão obter informações junto do familiar mais próximo.

Coordenador de Serviço: Dr. Jorge Cortez

Enfermeiro Responsável: Enf. Coordenadora Teresa Gonelha

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Departamento: Drª. Matilde Gonçalves


Diretora de Serviço: Drª. Matilde Gonçalves

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 079
Email: geral@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Drª. Teresa Guerra

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo
Telefone: 265 549 053
Email: sec.imagiologia@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)

Diretora de Serviço: Dr. Jesuina Duarte

 

CONTACTOS:
Hospital de São Bernardo 
Telefone: 265 549 000
Email: sec.patologia@chs.min-saude.pt

(EM ATUALIZAÇÃO)